Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Alan Rick vai ao Incra, Ibama e MMA pedir ‘ação firme’ contra assassinos de posseiros
03/04/2019 18:28 em Novidades

Ataque ocorreu no último sábado, na divisa de Acrelândia com o Amazonas; quatro pessoas foram mortas a tiros

O deputado federal Alan Rick (DEM) esteve nesta terça-feira (2) na superintendência do Incra, do Ibama e no Ministério do Meio Ambiente (MMA), em Brasília, para pedir providências contra os jagunços que assassinaram a tiros, no último sábado (29 de março), quatro produtores rurais e assentados no Seringal São Domingos, no Sul do Amazonas, na  fronteira com o município de Acrelândia (AC).

Acompanhado do radialista Nésio Carvalho, representante dos pequenos produtores e assentados da região de Acrelândia na luta contra os grileiros de terra do Amazonas, o deputado acreano se reuniu com o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) e também com o presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Bim, além do diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Major Olivaldi, e do ouvidor agrário nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Coronel Souza Aguiar.

“Fomos até eles em caráter de urgência, em busca de uma ação firme do MMA e do Incra contra os assassinatos e crimes ambientais que acontecem constantemente no Seringal São Domingos”, afirmou Alan Rick.

Segundo ele, existem dois graves problemas na região: “O primeiro é o conflito agrário, que já persiste por vários anos e, estima-se, já acarretou a morte de mais de 20 pessoas. O segundo problema diz respeito aos crimes ambientais que vêm ocorrendo no Seringal São Domingos. Os grileiros que invadem a região retiram madeiras protegidas por lei, como as castanheiras. Tal situação é uma afronta a quem produz dentro da legislação. Por isso, precisamos da atuação contundente da polícia e dos órgãos competentes (do governo federal)”, assegurou.

Uma das quatro vítimas da chacina na região, ocorrida no dia 29 de março, foi o posseiro Nemis Machado, de 52 anos, morto com um tiro de espingarda por jagunços em sua própria área de terra. Além disso, sua casa foi incendiada pelos criminosos.

“Nós cobramos do Incra, por meio do ouvidor agrário, coronel Souza Aguiar, que tome todas as providências necessárias para solucionar este conflito o mais rápido possível e defina de vez sobre a propriedade dos lotes de terra do Seringal São Domingos”, afirmou o parlamentar do Democratas.

Alan Rick diz ainda ter solicitado ao secretário de Segurança Pública do Acre, Coronel Paulo Cezar, que as forças policiais dos três estados (incluindo Rondônia) estejam presentes na região para elucidar o crime e prender os culpados.

Garantias

O ministro Ricardo Salles entendeu a urgência da situação e garantiu ao deputado que o Ministério do Meio Ambiente irá tomar providências para punir os assassinos. Salles explicou que o primeiro passo será cobrar informações sobre os planos de manejo dos estados envolvidos no conflito entre posseiros e grileiros de terras.

Segundo Alan Rick, o Incra também já se posicionou, através da Ouvidoria Agrária Nacional, assegurando que tomará as medidas necessárias para resolver a questão fundiária na região.

 

Fonte: ContilNet

COMENTÁRIOS